Fazer o seu conteúdo se destacar hoje em dia é DIFÍCIL. Algumas pesquisas afirmam que existem mais de 2 milhões de postagens de blog sendo publicadas diariamente.

Podemos dizer que quando você clica no botão “publicar” do wordpress, você é apenas uma das 1.999.999 pessoas que estão fazendo a mesma coisa naquele dia.

Apesar da concorrência intensa, você já deve ter notado que existem certas pessoas que conseguem gerar centenas de Tweets, Links e visitantes para tudo que eles lançam online.

Como eles fazem isso? Como você pode usar os segredos deles e aumentar as visitas do seu blog? Eu vou desvendar esse mistério e te mostrar EXATAMENTE como escrever e promover um conteúdo para gerar milhares de visitas para o seu site.

Segredos dos Conteúdos que Aumentam as Visitas do Seu Blog

Como o Marketing Objetivo ainda não está listado entre os top resultados do Google, eu fui atrás dos caras que poderiam me ensinar como chegar lá. Afinal, assim como você, eu tenho MUITO interesse em aumentar as visitas do meu blog…

Encontrei alguns posts fenomenais do Brian Dean, do Backlinko. O blog dele é simplesmente um dos blogs de marketing mais populares em todo o mundo. A Forbes listou o Backlinko como um dos “top 25 blogs para seguir” em 2017. Ele gera mais de 150,00 visitantes únicos por mês.

Eu, Gustavo Matera, particularmente, acho o Backlinko uma das melhores referências para estratégias de SEO e tento aplicar todas as dicas valiosas aqui no Marketing Objetivo.

Engenharia Reversa em Blogs

Nem sempre o Backlinko fez esse sucesso de hoje em dia.

Em 2013 o site tinha cerca de 30 visitas diárias, mesmo atualizando conteúdo todos os dias e escrevendo posts nos formatos mais recomendados pelos experts em blogs.

Abaixo está o gráfico de visitas quando Brian Dean seguia conselhos como “publique toda semana” e “escreva uma lista de posts”.

O Backlinko foi o primeiro blog de Brian Dean. Com apenas 30 visitas por dia ele estava se sentindo cada vez mais frustrado, desestimulado e quase desistindo de manter o seu blog.

Então ele resolveu tentar algo diferente: Brian foi pesquisar mais a fundo o que os experts faziam, em vez de seguir o que eles diziam. Em outras palavras, ele iniciou uma engenharia reversa.

Segundo Brain Dean, “foi quando eu decidi parar de acompanhar os blogs sobre blogs e resolvi fazer algo que eu deveria ter feito desde o primeiro dia: estudar blogs de sucesso do meu nicho.”

Quando ele começou a implementar as suas descobertas, os resultados começaram a aparecer.

Vamos ver o o passo-a-passo do processo que Brian Dean usou para mudar a situação do site dele e como você pode usar o mesmo plano para aumentar as visitas para o seu blog.

Um Plano Comprovado Para Aumentar as Visitas do seu Blog

Se você realmente quer conseguir mais tráfego para o seu site, então você precisa seguir à risca essa fórmula de três passos:

  • Passo 1: Encontre conteúdos (na forma de posts, guias, infográficos e vídeos) do seu nicho, que tenham excelente qualidade e tenham conseguido alcançar ótimos resultados.
  • Passo 2: Melhore os conteúdos que você encontrou.
  • Passo 3: Promova os seus conteúdos diretamente para as pessoas que podem ser interessar.

Passo 1: Encontre Conteúdo de Sucesso no seu Nicho

A maioria dos blogs tem problemas para conseguir leitores por uma razão simples: eles publicam conteúdo que eles pensam que vai funcionar.

Desta maneira realmente fica difícil aumentar as visitas do seu blog. Assim como não deu para o autor do Backlinko.

O que você deve fazer em vez disso? Encontrar conteúdos que comprovadamente funcionam. Veja como.

1 — Wikipedia

Você deve estar se perguntando como que os artigos entendiantes da Wikipedia podem te ajudar a achar idéias para conteúdos de sucesso e aumentar as visitas do seu blog.

De fato, a Wikipedia não vai fazer sua criatividade despertar. Mas as referências são outra história…

Você sabe que se um conteúdo for citado na Wikipedia, é porque ele obrigatoriamente deve ser popular (afinal o editor precisou saber da existência dele para incluir como fonte).

Primeiro, vá até a Wikipedia e digite um termo de procura ampla. Então, por exemplo, se você tem um blog sobre perda de peso, você deve usar palavras como “fitness”, “nutrição” e “exercício”.

As referências usadas nos tópicos super amplos da Wikipedia não são muito úteis. Normalmente são links para pesquisas acadêmicas e livros. Esses tópicos normalmente têm links para outros assuntos do Wikipedia, que vão ter referências mais interessantes.

Por exemplo, existem 5 postagens de blogs e artigos, ou seja, textos que não são pesquisas científicas, citados na Wikipedia para “Treinamento de força”(strenght training).

Pelo menos 3 de 5 são ótimos tópicos para um blog:

  • “Séries de treinamento de força: quantas para ter os melhores resultados?”
  • “O mito do metabolismo: Não existe razão biológica para ficar mais gordo com o passar dos anos”
  • “O método de Pausa-Descanso para ganhar músculos”

E esse é apenas UM artigo da Wikipedia. Se você gastar 15 minutos com essa estratégia você vai encontrar ainda mais tópicos de qualidade.

2 — Curadores de Conteúdo

Por que gastar horas procurando por idéias de conteúdo, quando você têm outras pessoas fazendo essa pesquisa para você?

Graças a popularidade da curadoria de conteúdo, mais e mais blogs publicam conteúdos que não passam de listas de ótimas idéias para conteúdos.

Você pode encontrar essas listas fazendo pesquisas no Google como:

  • Melhor postagens de (palara-chave)
  • Palavra-chave + “melhor de todos”
  • Palavra-chave + “melhor [ano]”
  • Palavra-chave + “top 100”
  • Palavra-chave + “top 50”

Quando você fizer uma busca como a da imagem acima, você vai receber uma lista das melhores dicas para emagrecer, por exemplo.

Assim não é tão difícil ter ideias de posts criativos para atrair mais tráfego orgânico para o seu blog, não é mesmo?

3 — Pinterest

Você deve ter reparado que as fontes usadas nas estratégias deste artigo não são tão comuns e provavelmente não são usadas pela sua concorrência.

Se você usar as mesmas plataformas que os seus concorrentes (Twitter e Facebook) para encontrar fontes de conteúdo, você vai acabar escrevendo as mesmas coisas de sempre, que eles costumam escrever.

Provavelmente muitos dos seus concorrentes não usam o Pinterest. A maioria das pessoas pensa que o Pinterest não é nada mais do que um lugar onde mães vão para fazerem pins de sapatos e bolsas.

Mas a verdade é que o Pinterest tem mais tráfego do que o Linkedin, Youtube e Google+ !!!

Para usar o Pinterest como uma fonte de conteúdos, vá até a homepage do Pinerest e procure por palavras-chaves específicas.

Método grátis para aumentar o tráfego de visitas do seu blog

Primeiro dê uma olhada nos top pins, pois os pins são ranqueados pelos repins, comentários e likes.

Fique de olho em tópicos que têm muitos repins:

Bingo! Parece que existe muita demanda para uma lista de alimentos ricos em proteína. Abaixo tem outro conteúdo com mais de 72k repins:

Eu gostei especialmente deste conteúdo acima, porque eu sempre imaginei que as pessoas querem ver os ingredientes de uma receita em um lista. Mas esse pin mostra que as pessoas querem ter os ingredientes visualizados.

Baseado nesse pin eu faria um post de um infográfico com receitas mais visuais para se destacar das demais postagens. Por exemplo, eu faria “As 10 receitas mais saudáveis de vitaminas” ou “25 melhores vitaminas para quem faz exercícios” para conseguir mais visitas para o meu blog.

O Pinterest detona!

4 — Primeira Página do Google

É verdade que essa não é uma técnica muito avançada, mas a primeira página do Google é um dos melhores lugares para achar idéias de conteúdo testadas e aprovadas.

Você não pode ignorar ela.

O Mozbar para o Chrome pode te ajudar a extrair ainda mais vantagens. Essa ferramenta te mostra a Domain Authority e a Page Authority de cada resultado das buscas no Google.

Você precisa encontrar páginas com valor alto no rank e que não têm domínios super autoritários. Em outras palavras, páginas que têm uma Page Authority alta e um Domain Authority baixo.

Esse casos são de sites em que o conteúdo é ranqueado com base na sua qualidade, não ao fato do site ter uma excelente reputação no Google.

O Mozbar mostra o Domain e Page Authority de cada resultado listado no Google.

Vamos fazer um teste (em inglês). Na procura por “melhores headphones para malhar”, você vai encontrar muitos resultados com um alto Domain Authority (mais do que 40):

Os resultados acima podem ser conteúdos que você pode usar no segundo passo, que veremos a seguir. Mas de uma maneira geral, eles não são os melhores alvos para você concorrer.

Aqui está um exemplo de um site de um mero mortal que chegou nas primeiras páginas dessa palavra-chave competitiva.

Se ele conseguiu, você pode conseguir também.

Sites com pouca Domain Authority competindo em palavras-chaves difíceis conseguiram aquela posição com conteúdo muito acima da média. Isso os torna perfeitos para engenharia reversa.

5 — BuzzSumo

O BuzzSumo é um canivete suíço do marketing de conteúdo. Sua ferramenta mais poderosa? A capacidade de encontrar conteúdo popular de qualquer nicho MUITO rápido.

Então ele é perfeito para o que vamos aqui.

O BuzzSumo não substitui as estratégias que falamos até agora. Mas você vai ver tópicos no BuzzSumo que talvez você não descobriria de outra maneira.Vale a pena brincar um pouco com ele.

Primeiro, acesse BuzzSDumo.com, crie uma conta e entre.

Isso vai criar o seu dashboard do BuzzSumo:

Acesse o menu “Most Shared” e depois em “Content Type” (na lateral esquerda) desmarque tudo, menos “Article”:

Coloque uma palavra-chave na área de pesquisa. Eu pesquisei por “Trabalhar em casa pela Internet”.

O BuzzSumo automaticamente ordena os conteúdos pelo total de compartilhamentos (Facebook, Twitter, Linkedin, etc). Se você entende que para o seu nicho uma rede social é mais importante do que outra, ordene os resultados da pesquisa por aquele site específico.

Depois, dê uma olhada nos conteúdos que podem ser compatíveis com o seu site. A melhor coisa do BuzzSumo é que você pode achar diversas idéias de conteúdos que geraram muito engajamento em apenas alguns segundos.

Brian Dean compartilhou um estudo de caso, para entendermos melhor como encontrar ideias de conteúdos promissores.

Mini Estudo de Caso 1: SEO On-Page

Depois de 4 meses me esforçando para aumentar as visitas no meu blog Backlinko, eu tive minha primeira vitória.

Um infográfico sobre SEO On-Page:

Demorou um pouco para esse conteúdo ser compartilhado (Abordaremos isso mais abaixo).

Mas o resultado foi MUITO melhor do primeiro dia de qualquer outra coisa que eu já havia publicado.

Hoje, o infográfico tem milhares de compartilhamentos:

Como eu fiz isso?

Em vez de tentar a sorte, eu usei um conteúdo com aceitação comprovada como base para a minha ideia: um outro infográfico sobre on-page SEO publicado pela MOZ:

Quando eu pesquisava por conteúdos populares sobre on-page SEO, esse infográfico sempre aparecia.

Esse conteúdo me mostrou que:

  • Pessoas no nicho de SEO ainda estão intteressadas em on-page SEO
  • Pessoas preferem uma forma visual de informação sobre SEO
  • Pessoas gostam de ler conteúdo baseado em texto, profundo e que expande a informação com visuais (Assim como o MOZ fez)

Então eu fiz exatamente igual com o meu conteúdo. E como ele era baseado em algo já testado, o conteúdo teve uma performance EXCELENTE.

Até hoje, esse simples infográfico atraiu cerca de 400.000 visitantes únicos:

Até hoje eu recebo mais de 100 visitantes nessa página diariamente.

Com o estudo de caso de Brian Dean nós fechamos o passo 1. Vamos recapitular o que já vimos e o que ainda vamos ver:

  • Passo 1: Encontre conteúdos do seu nicho, que tenham excelente qualidade e tenham conseguido alcançar ótimos resultados.
  • Passo 2: Melhore os conteúdos que você encontrou.
  • Passo 3: Promova os seus conteúdos diretamente para as pessoas que podem ser interessar por eles.

Passo 2: Crie um conteúdo (muito) melhor

Existe uma característica humana que você deve ter notado:

As pessoas são atraídas pelo melhor.

Não importa quem é o segundo, nem o terceiro, elas gostam do primeiro lugar.

Por isso, o seu próximo passo é pegar o melhor conteúdo que você encontrar e melhorá-lo ainda mais. Aqui vão quatro formas de fazer isso:

1 — Torne o conteúdo mais atual

Atualizar um conteúdo é uma das formas mais fáceis de adicionar valor ao que já existe.

Por algum motivo, as pessoas tem a tendência de deixar conteúdo de alta qualidade apodrecer…deixando ele desatualizado.

Quando você tomar a frente e fizer um artigo parecido e atualizado, o nicho para o qual você escreve vai te agradecer na forma de links, compartilhamentos e tráfego.

Por exemplo, Brian Dean encontrou esse artigo desatualizado na primeira página para a palavra-chave “benefícios do café para a saúde” (em inglês):

A frase mostrando a desatualização aparece logo no início:

Estudos em 2004 e 2005? Parece que Harvard esqueceu de atualizar o artigo deles…

Apesar de estar desatualizada, essa página ainda recebia muito mais backlinks do que sites com conteúdos similares sobre Pesquisas e Estudos sobre Café, publicados no The Huff Post e LiveStrong.com

É preciso dizer que ocorreram muitos estudos relacionados a “café” na última década. E um post que “atualizasse” os assuntos e resultados dessas pesquisas sobre café iria “arrebentar”, desde que você promovesse ele (depois falamos mais disso).

2 — Faça ele mais completo para atrair mais visitas para o seu blog

Vamos aos fatos: as pessoas estão super ocupadas hoje em dia.

Elas não tem tempo de ir de post em post para aprender o que precisam.

Elas querem UMA fonte que dê a eles tudo que eles precisam saber, em só um lugar.

Em 2010 a dieta Paleo estava explodindo. Graças a pioneiros como Mark Sisson, não faltavam informações sobre essa dieta cada vez mais popular.

Só tinha um problema: você tinha que ler 10 posts só para descobrir o que você deveria fazer para o café da manhã.

Foi quando o Seve da Nerd Fitness fez um artigo excelente na comunidade fitness que tinha 4,300 palavras: The Beginner’s Guide to the Paleo Diet.

Hoje, o post já recebeu mais de 2600 compartilhamentos , 1800 comentários e 520 backlinks.

3 — Melhore o Design

Não existe outra forma de colocar isso:

Quando o assunto é marketing de conteúdo, o design é mais importante que o conteúdo em si.

Sim, você leu direito: mais importante. Na verdade, muito mais.

Pesquisas demonstraram que existe zero correlação entre pessoas lendo e compartilhando um conteúdo. Isso significa que uma boa parte das pessoas compartilha conteúdo sem nem ao menos ler ele.

Se eles não leem o artigo antes de compartilhar, o que faz eles pensarem que “eu preciso compartilhar isso”?

Três coisas: assunto, título e design.

Então se o seu conteúdo for bonito, mais pessoas vão compartilhar ele.

Felizmente para você, a maioria dos seus competidores provavelmente dão mole no design. Isso é uma IMENSA oportunidade para você.

Vamos dar uma olhada no nicho de email marketing por exemplo.

A maioria dos guias de email marketing são blog posts simples como esse:

O design não é ruim…mas não vai impressionar ninguém.

Por outro lado, a Copyblogger tem uma página sobre email marketing que tem um design tão bom quanto qualquer página de design poderia ter:

Apesar de ser uma squeeze page (página com objetivo de capturar leads), ela conseguiu mais de 1.500 backlinks:

Ou que tal a legendária série de Guias Avançados do Neil Patel, como o famoso Guia Avançado para o SEO:

Design desse tipo não é barato. Mas você não precisa necessariamente investir muito dinheiro para ter conteúdo com esse design.

Invista alguns trocados em produção de imagens customizadas de header, que é algo que blogueiros socials como Razor Social faz em todos os posts…

Isso gera um aumento relevante do valor percebido no seu conteúdo.

Você não precisa gastar uma fortuna para melhorar o nível de design do seu site e com isso melhorar a aceitação do seu post.

Na verdade você pode gastar algo entre $5 e $20 por cada imagem customizada em sites como Fiverr e Workana, se você não souber ou não quiser fazer as suas próprias imagens com qualidade.

Boas imagens fazem o seu conteúdo parecer 10x mais profissional.

E imagens bonitas atraem os olhos em feeds lotados do Facebook ou do Twitter, por exemplo.

Design de qualidade faz seu conteúdo se destacar e parecer mais confiável.

4 — Escreva Melhor

Eu sei que eu disse que a maioria nem vai ler seu conteúdo antes de compartilhá-lo, mas muitos vão.

Então vale a pena escrever coisas que as pessoas “realmente gostem” de ler.

Felizmente, a maioria das pessoas escrevem textos mais secos do que um deserto.

Isso significa que — assim como o design do conteúdo — existe uma ENORME oportunidade para você se destacar.

A Universidade Rock Content oferece um curso gratuito em Português que eu recomendo bastantes, caso você queira melhorar a sua forma de escrever para a Web: Curso de Produção de Conteúdo para Web 2.0.

Brian Dean nos apresenta em mais um estudo de caso como conseguiu muito tráfego e engajamento para um post usando como base um artigo de sucesso e melhorando a sua apresentação.

Mini Estudo de Caso 2: 200 fatores de ranqueamento

As vezes você vai encontrar um conteúdo no seu nicho que simplesmente está IMPLORANDO para ser atualizado.

Foi o que aconteceu comigo. Eu estava pesquisando por algumas palavras-chaves relacionadas aos misteriosos fatores de ranqueamento do Google, como “Google Ranking” e “Fatores de Ranqueamento do Google”.

Essa página de Vaughn’s 1 Pagers estava em primeiro lugar para quase toda palavra-chave que eu buscava:

O guia do Vaughn era o resumo mais completo dos fatores de ranqueamento do Google até então.

A lista tinha impressionantes 118 fatores de ranqueamento diferentes.

Mas a verdade é que o Google já havia confirmado em várias situações que eles usam mais de 200 fatores de ranqueamento. Então onde estavam os outros 82?

Foi quando eu decidi colocar a mão na massa e fazer um post que iria documentar todas os 200 fatores importantes para o ranqueamento do Google.

O resultado do meu esforço? Os 200 Fatores de Ranqueamento do Google: A lista completa:

Esse único post traz 20.000 visitantes por mês:

E gerou mais de 5.000 backlinks de 2.000 sites diferentes:

Foi Assim que eu Fiz

Como eu disse antes, existem 4 estratégias principais para melhorar um conteúdo:

  • Mais atualizado
  • Mais completo
  • Melhor design
  • Mais bem escrito

Uma coisa que eu esqueci de mencionar é que quanto mais você melhora um conteúdo, melhores serão os seus resultados.

Em outras palavras, você deve ser melhor do que os outros em todos os aspectos.

Esse é um dos motivos pelo qual o meu post sobre os Fatores de Ranqueamento do Google foi bem-sucedido: Ele ganhava do post do Vaughn em todas as categorias.

Mais Atualizado

O guia do Vaugh foi publicado em 2004…há mais de 10 anos atrás. E ele não tinha sido atualizado desde 2012:

E quando eu dei uma escavada no conteúdo, eu encontrei algo que precisava desesperadamente de uma atualização.

Por exemplo, a página não mencionava nada sobre o “Google Penguin” na seção de “Atualizações do Google”.

No meu post, eu fiz questão de incluir vários novos fatores de ranqueamento (como sinais sociais) enquanto eu mantinha apenas os fatores clássicos de ranqueamento (como o PageRank) que ainda eram relevantes.

Dessa forma, ficava rapidamente claro que o meu guia era o mais atualizado.

Mais Completo

Isso foi MUITO mais difícil do que eu pensei.

Eu sabia que teria que listar todos os 200 fatores de ranqueamento do Google. Isso parecia simples.

Mas deixa eu te contar, foi muito, muito, difícil de conseguir.

Sabendo disso, o que me motivou foi o fato que eu sabia que meu post iria gerar excelentes resultados para mim, graças ao post do Vaughn, que já tinha comprovado o interesse do público.

Depois de 20 horas de trabalho, eu finalmente bati a marca dos 200.

Mas simplesmente nomear 200 fatores de ranqueamento não iria me dar vantagens suficientes sobre o post do Vaughn. Eu precisava me diferenciar muito além disso.

Eu percebi que o guia do Vaughn não tinha a explicação de muitos fatores de ranqueamento:

Então eu tive certeza de incluir todos os detalhes e referências para cada fator de ranqueamento:

Se você tem um concorrente se dando bem com uma lista de 20 receitas de waffles sem glúten, você pode ganhar dele publicando uma lista com 50……ou, melhor ainda, publicando uma lista incluindo 50 imagens, insights e fatos nutricionais.

Esse nível extra de conteúdo não vai deixar espaço para dúvidas: você tem o conteúdo mais completo.

Melhor Design

Como você deve ter percebido nas imagens apresentadas até agora, o guia do Vaugn parecia uma página de 1998 do Geocites:

Qualquer postagem de blog mais atual teria sido suficiente para arrasar com esse design.

Mas eu decidi gastar $20 no Elance e comprar alguns banners customizados para quebrar os blocos de texto e deixar o extenso conteúdo mais atraente:

Esses banners melhoraram o valor percebido do meu conteúdo.

Aqui vai um exemplo de proposta que você pode fazer no Workana para conseguir algumas imagens baratas:

“Vou publicar um artigo sobre SEU TÓPICO e preciso de 5 imagens de header customizadas, para inserir ao longo do conteúdo.
 Eu quero algo similar a LINK PARA O EXEMPLO.
 Todos os banners devem ter o mesmo estilo para que fiquem parecidos.
 Por favor, informe o prazo de entrega e o preço cobrado para esse serviço.”

Aqui no Marketing Objetivo nós já publicamos dois artigos para você criar imagens arrasadoras para o seu blog:

  • Melhores Sites e Bancos de Imagens Grátis
  • Como Criar Imagens Profissionais com Ferramentas Grátis

Mais bem escrito

Sendo bem honesto, uma lista de 200 algoritmos de ranqueamento pode se tornar rapidamente um conteúdo bem entediante.

O guia do Vaugh tinha descrições muito diretas e secas para cada sinal.

Por exemplo, o Vaughn descreve “densidade das palavras-chaves” dessa maneira:

Como atrair visitas para o seu blog

Assertivo, mas não nada atraente.

Eu trabalhei duro para fazer o post informativo E interessante.

Em outras palavras, eu escrevi menos como um resumo acadêmico e mais como uma postagem de blog bem longa.

Fechamos o passo 2 com o estudo de caso de Brian Dean. Agora vamos ver o último passo para você aumentar as visitas do seu blog:

  • Passo 1: Encontre conteúdos do seu nicho, que tenham excelente qualidade e tenham conseguido alcançar ótimos resultados.
  • Passo 2: Melhore os conteúdos que você encontrou.
  • Passo 3: Promova os seus conteúdos diretamente para as pessoas que podem ser interessar por eles.

Passo 3: Promova o seu conteúdo

Se você quer que as pessoas compartilhem e criem links para o seu conteúdo, você precisa se esforçar para disseminar o seu conteúdo. Ponto.

“Publicar e rezar” não funciona… A não ser que você tenha um público imenso como o Seth Godin.

Felizmente, promover conteúdo não é algo do outro mundo. Você só precisa de bastante trabalho.

Vamos ver como fazer isso.

1 — Encontre os Linkers

Como o nome sugere, os linkers são pessoas que gostam de linkar conteúdo (ou compartilhar em mídias sociais).

Veja como encontrar os Linkers:

Ache as pessoas apaixonadas

Vamos dizer que você acabou de lançar seu blog sobre viagem.

Você identificou que um concorrente está na sua frente com uma postagem de dois anos atrás com o título “Os 20 melhores lugares para comer taco no mundo”.

Você seguiu os passos 1 e 2 desse artigo e publicou um artigo completo, com um bom design e mais atualizado em relação ao artigo concorrente, chamado “50 lugares para comer taco que você precisa ir antes de morrer”.

Então quem você vai tentar alcançar?

Bem, você pode entrar em contato com outros sites de viagem e você pode obter alguns resultados (backlinks) dessa forma.

Mas você pode se dar melhor ao encontrar pessoas de fora do seu nicho que são apaixonadas pelo assunto do seu conteúdo.

Por exemplo, Noah Kagan pode não ser a pessoa que vem a sua mente quando você pensa em promover algo no seu blog sobre viagens.

Ele pode ser uma pessoa interessada em viajar, assim como milhares de outras são.

Além disso, Noah é mais conhecido por validar idéias de negócios, por ser fundador do AppSumo e por participar da construção de startups como Facebook e Mint.

Mas ele é a pessoa perfeita para você entrar em contato.Por quê?

Porque como a maioria das pessoas, Noah tem interesses que vão além da área pela qual ele é conhecido:

De fato, o homem ama tacos!

Então, se você mencionasse ele em post sobre viagens e tacos, ele compartilharia o seu post num piscar de olhos.

Brian Dean nos dá um exemplo da vida real:

Recentemente eu publiquei um guia de palavras-chaves que tinha como foco pessoas que trabalham com SEO e Blogueiros.

Mas eu percebi que outro grupo também tinha interesse em palavras-chaves: autores de ficção e não-ficção.

A maioria dos autores hoje percebeu que a melhor forma de promover o livro deles no século 21 é criar uma presença online.

E isso naturalmente gerou um interesse por SEO (Search Engine Optimization).Então eu enviei um email para um blogueiro no nicho de “como escrever e promover um livro” e mostrei para ele meu guia.

Ele amou tanto, que mencionou na newsletter dele e isso trouxe vários milhares de visitantes para o meu site.

Nada mal para um único email.

2 — Pre-Linkers

Você quer encontrar pessoas que muito, muito provavelmente vão compartilhar seu conteúdo?

Não precisa procurar mais, você só precisa achar pessoas que já compartilharam coisas parecidas.

Como você tem algo objetivamente melhor do que eles já linkaram, pedir para linkarem para o seu conteúdo talvez não será tão difícil.

Como você encontra quem está linkando para o conteúdo do seu competidor?

Você pode combinar usar duas ferramentas grátis: Google e Moz Bar.

Com o Google você pode fazer pesquisas como “ “link: url site” e descobrir todos os sites que possuem links para uma página.

Por exemplo, na pesquisa do Google digite “link: http://dieta.blog.br/como-emagrecer-rapido-perca-7kg-em-uma-semana-sem-passar-fome” e você poderá ver todos os sites que apontam para este artigo.

A Moz Bar é uma ferramenta muito útil para análises de concorrentes. Você pode fazer o download da extensão para o Chrome em https://moz.com/products/pro/seo-toolbar.

Depois de instalar a Moz Bar, você deverá criar uma conta, para ter acesso a um mundo de informações. Informações muito mais ricas do que as pesquisas “Link:” do Google.

Em seguida, no Chrome pesquise pela palavra-chave do seu post, para encontrar no Google todos os posts concorrentes.

Com a Moz Bar você vai poder analisar a Page Authority e o Domain Authority de cada resultado.

Na lista encontre o primeiro resultado que tenha um Page Authority alto e um Domain Authorithy baixo.

Em seguida, clique sobre o link “Link Analysis” e você será direcionado para o Open Site Explorer da Moz, aonde poderá ver com detalhes todos os links que apontam para o post do concorrente.

Se você encontrar um bom site que poderia linkar para o seu post, envie para eles esse email:

Assunto: Pergunta rápida sobre NOME DO SITE.

Olá NOME,
 Eu estava olhando o NOME DO SITE hoje e encontrei um artigo: TÍTULO DO ARTIGO.
 Ótimo conteúdo!
 Eu vi que você mencionou CONTEÚDO ULTRAPASSADO.
 Eu também amo aquele artigo.Na verdade, me inspirou a criar uma versão mais recente:SEU LINK
 Eu adoraria se você pudesse mencionar ele na sua página.
 De qualquer forma, continue o ótimo trabalho com o NOME DO SITE!
 Abraço,
 SEU NOME

Qual a taxa de conversão com esse tipo de divulgação? Bem, depende muito de…

  • A qualidade do seu conteúdo
  • O design do seu conteúdo
  • Se você entrou em contato com a pessoa correta ou não
  • Que hora/dia você entrou em contato com eles
  • Quanto tempo você levou para personalizar cada email enviado
  • Em que nicho você trabalha

Segundo Brian Dean, se você fizer tudo certo, você consegue uma taxa de 5%-10% de conversão.

Para algumas pessoas isso vale o tempo e energia.

A divulgação é o melhor retorno sobre investimento que você pode ter no seu negócio. Os links que você consegue em outros sites vai aumentar seu SEO e tráfego por ANOS.

3 — Emails de Agradecimento

Eu tenho certeza que você menciona pessoas de influência em quase tudo que você publica.

Mas você divulga para eles e os informa que foram mencionados nos seus posts?

Em vez de ficar na esperança que essas pessoas de influência vejam e compartilhem seu conteúdo, por que não entrar em contato diretamente com eles?

É quando o email de agradecimento entra em jogo.É apenas uma mensagem para:

a) deixar a pessoa saber que foi mencionada e

b) agradecer a eles por sua contribuição.

Use o mesmo roteiro curto e simples para os seus agradecimentos:

Olá NOME, Tudo bem?
 Estou escrevendo para avisar que te mencionei aqui: LINK.
 Obrigado pelo ótimo post!
 Abraço,
 SEU NOME

Fácil, né?

4 — Fóruns e Grupos de Discussão

A maioria dos marketeiros não dão atenção aos fóruns porque eles não são tão legais, novos e modernos como as redes sociais.

Mas quer saber? Fóruns ainda são populares…muito populares.

Os fóruns de vários nichos de mercado são os raros lugares em que você vai encontrar centenas (às vezes milhares) de pessoas interessadas em um determinado tipo de assunto reunidas num único lugar.

Existe pelo menos um fórum para cada nicho…incluindo o seu.

Você não pode simplesmente criar uma conta em cada forum e sair divulgando os seus links em cada tópico. Fazer spam vai te banir logo logo.

Mas você também não precisa ser um participante com milhares de postagens também.

Uma conta de algumas semanas com alguns posts úteis é o suficiente.

Brian Dean apresenta como ele usou fóruns para promover um conteúdo do Backlinko (e você pode fazer a mesma coisa) e aumentar as visitas do seu blog:

Mini Estudo de Caso 3: O Fórum ideal

Primeiro, eu usei palavras chaves para achar fóruns interessantes para o meu post:

  • “Palavra-chave + forum”
  • “Palavra-chave + grupo”
  • “Palavra-chave + powered by vbulletin”

Depois, eu analisei os fóruns baseado em

a) quantas pessoas estavam online em um dado momento e

b) a atividade do fórum.

Você consegue ver isso na homepage da maioria dos fóruns:

Se eu achasse um fórum que tinha centenas de pessoas online em um dado momento e MUITAS discussões ativas, eu criava uma conta.

Agora que você tem um conta, é hora de usá-la para participar das discussões e entregar muitos conteúdos de valor para a comunidade.

Não tem atalho aqui: participar e responder as perguntas das pessoas aumenta sua reputação MUITO rápido entre os usuários e moderadores. Justamente por se tornar um membro que busca ajudar a comunidade.

Por fim, crie um tópico anunciando seu novo conteúdo.

Eu prefiro copiar e colar uma pequena versão do meu post no tópico. Dessa forma, você está providenciando um pouco de conteúdo aos usuários.

Apenas coloque um link no topo ou no final do seu post, que diz “Se você quer saber mais, clique no link para ler o post completo”, dessa forma:

Eu fiz isso algumas vezes para blog posts do Backlinko.

Esses tópicos trouxeram uma quantidade enorme de tráfego antes de eu ter um público. E eles continuam trazendo tráfego diariamente.

O próximo passo

Espero que você tenha aprendido com este post como você pode aumentar as visitas do seu blog com tráfego orgânico.

ais importante, eu espero que você coloque essas estratégias em ação.

Quando você fizer, você vai ficar mais animado por estar publicando algo que você sabe que vai ter bons resultados.

E Você? Já tentou fazer engenharia reversa em um conteúdo antes? Deu certo?

Você tem alguma dica que não está neste artigo?

Colabore, deixe um comentário.

Este artigo é uma adaptação do artigo “Content Marketing for SEO Tutorial: How to Generate 400,000 Targeted Visitors”



SOURCE