Marketing de Conteúdo é uma técnica de engajamento do público-alvo, cujos principais objetivos são: informar e formar. Ou seja, em lugar de bombardear os possíveis clientes com propagandas do produto/serviço sem conhecer suas reais dúvidas e anseios, o profissional de marketing irá produzir conteúdo relevante, gerando valor e atraindo a atenção dessa rede de prospects. O objetivo final, claro, serão as vendas. No entanto, o Marketing de Conteúdo se propõe a ser útil e atraente.

Para posicionar sua marca adequadamente, há um conjunto de pré-requisitos que deverão ser avaliados. Lembre-se: você está em busca de resultados! Portanto, considere evitar as ações abaixo, permitindo a melhor performance para a sua estratégia.

1. Não definir adequadamente as suas personas

Personas são definições semificcionais baseadas em seu público-alvo. Personas não definidas, ou definidas incorretamente, levam a sérios erros nas táticas de aproximação, resultando em conteúdo inadequado e baixo engajamento.

2. Pular etapas do funil de vendas

Nem todo prospect chegará até você pronto para receber o produto final da sua estratégia de Marketing de Conteúdo — ou seja, a venda do produto/serviço oferecidos pela sua empresa. É preciso respeitar as etapas do funil de vendas e as necessidades dos clientes em cada uma dessas etapas. Lembre-se:

a) No topo de funil, o usuário está criando consciência de sua necessidade;

b) No meio de funil, ele já conhecerá o que precisa e busca uma solução;

c) No fundo de funil, o usuário deseja comprar a solução. É apenas neste momento que você falará sobre sua empresa.

O que nos leva ao próximo tópico…

3. Evite produzir conteúdo apenas sobre o seu negócio

Eu entendo que você deseja apresentar as soluções que sua empresa vende. No entanto, lembra-se da premissa básica do Marketing de Conteúdo: informar e formar. Antes de vender, você deve fazer com que seu futuro cliente entenda as próprias demandas e perceba, por conta própria, que sua solução é a mais adequada. Você conseguirá isso pela produção de conteúdos relevantes e geração de leads. Alguns exemplos de conteúdos atrativos são: webnários, artigos, vídeos e materiais ricos.

4. Tenha um responsável pela produção de conteúdo

Produzir conteúdo relevante não é uma tarefa simples que pode ser feita por qualquer pessoa nos intervalos de outras atividades. A efetividade da estratégia está diretamente ligada à qualidade do conteúdo apresentado. De nada adianta ter bastante conteúdo se ele é superficial, sem consistência e mal escrito. Mantenha um responsável pela área e periodicamente reúna-se com ele, para alinhar a estratégia e definir o calendário editorial.

E por falar em calendário editorial…

5. Mantenha um calendário editorial consistente

Marketing de Conteúdo não surtirá nenhum efeito se você desovar uma grande quantidade de material em um só dia e passar várias semanas sem lançar nenhum conteúdo novo. Com o calendário editorial, você manterá sua frequência de postagens, garantindo que não haverá queda no engajamento.

6. Foque em SEO

SEO (Search Engine Optimization) é um conjunto de técnicas com o objetivo de tornar sites mais amigáveis aos mecanismos de busca, garantindo melhores resultados no posicionamento orgânico — ou seja, melhora a relevância do seu conteúdo nas buscas em ferramentas como Google e Bing. SEO trabalha com dois aspectos:

a) Parâmetros técnicos relacionados às tags do site, que podem ser melhoradas tanto com a contratação de um profissional especializado quanto com a compra de temas com tags pré-definidas;

b) Utilização de palavras-chave, formatação adequada e sites amigáveis para mobile, que são práticas recomendadas pelas regras de ranqueamento do Google, melhorando a performance do seu site e, por consequência, do seu conteúdo.

7. Mensure os resultados

Não se esqueça de mensurar o resultado de sua estratégia. Marketing de conteúdo sem mensuração não trará grandes resultados. Escolha os indicadores de performance mais adequados para o seu modelo de negócios e defina uma frequência de análise. Também estabeleça metas associadas à sua estratégia, por exemplo “Gerar 5 mil novos leads nos próximos três meses. ” Se você souber onde deseja chegar, a análise dos resultados ficará mais simples.

Importante: nunca esqueça que o marketing de conteúdo quer, antes de tudo, ser útil aos prospects. E, é claro, esses são apenas alguns erros a serem evitados em sua estratégia.

Você acrescentaria mais algum à lista? Fala pra mim nos comentários!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here